Bad Rabbit e o ciberataque global

Preencha seus dados:

;

Na última terça-feira, dia 25 de outubro, diversos países sofreram um ciberataque de um vírus chamado Bad Rabbit (Coelho Mau) que afetou os computadores de vários países, principalmente a Rússia e Ucrânia.

O que se sabe sobre esse ciberataque pelo vírus Bad Rabbit?

O vírus chega através de um download falso do Adobe Flash Player e contamina diversos sites. A maioria das páginas da Ucrânia e Rússia foi invadida, além dos sistemas dos aeroportos e metrôs. Ainda não se sabe se o ciberataque já atingiu o Brasil, mas é bom ficar atento porque ele pode chegar a qualquer momento.

Para quem ainda não sabe os navegadores Chrome e Edge já incluem o Flash Player, portanto, qualquer clique no aviso de atualização do software é cilada na certa! A instalação/atualização do Flash Player em outros navegadores só deve ser feita a partir do site da Adobe.

Segundo economistas o Bad Rabbit surgiu após os ataques ocorridos em maio e junho de 2017 pelo vírus ExPetr/NotPetya, os quais resultaram em prejuízos de bilhões de dólares nos setores financeiros, de telecomunicações e energia da Ucrânia. Portanto, é bem provável que o mesmo grupo de hackers esteja no comando deste último ciberataque.

A questão é que os autores do ataque não são conhecidos e o método de criptografia ainda não foi completamente estudado. Outro ponto que está sendo discutido é o alvo do ciberataque. Há quem diz que os alvos são corporativos. Outros falam que não há um alvo específico.

vírus bad rabbit ciberataque

Página de resgate do Bad Rabbit na rede Tor solicitando pagamento de 0,05 Bitcoin. (Foto: Reprodução/Eset)

O que acontece se meu computador for contaminado com o Bad Rabbit?

O ransonware (vírus que sequestram máquinas) Bad Rabbit sequestra as informações armazenadas no computador e exige um pagamento para desbloquear os dados. Além disso, ele não bloqueia somente os arquivos, mas todo o computador.

Mesmo que seja comparado a outros ransonwares como o ExPetr/NotPetya,  o  Bad Rabbit é considerado ainda mais aprimorado, uma vez que ele se espalha rapidamente através das falhas do sistema de rede e codifica a máquina facilmente.

Segundo o fabricante de antivírus Eset, o Bad Rabbit se espalha para outros computadores através de credenciais de acesso, ou seja, o código do vírus possui pares de usuários e senhas em comum para tentar acessar outras máquinas. Além disso, o Bad Rabbit usa ferramentas para roubar a senha de acesso do próprio usuário.

Se quiser recuperar os seus dados nada mais que realizar o pagamento em Bitcoins de 0,05 BTC, equivalente a certa de R$ 900,00. Parece simples não é? Mas ainda não há confirmação de que pagar recupera os arquivos, uma vez que o computador precisa estar funcionando para que o pagamento seja realizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *